Pistoleiros incendeiam casas de sem-terra no Pará

Imagens do acampamento Osmir Venuto da Siva, após o incêndio provocado pelos pistoleiros. Foto: Divulgação

Cerca de 500 famílias de camponeses do acampamento Osmir Venuto da Silva, em Eldorado dos Carajás, no sul do Pará, tiveram seus barracos incendiados por quatro pistoleiros fortemente armados na madrugada desta segunda-feira (14).

Segundo relatos dos trabalhadores sem-terra, os pistoleiros invadiram o acampamento por volta das 23h50, efetuando disparos com armas de fogo. Em seguida, eles atearam fogo nos barracos. O incêndio consumiu as moradias e todos os pertences das famílias.

Ataque se repete um ano depois no mesmo acampamento em Eldorado dos Carajás. Foto: Divulgação

No momento do ataque, os acampados, incluindo crianças, idosos e pessoas com deficiência que aguardaram serem inseridos em políticas de reforma agrária, estavam dormindo e foram despertados pelo barulho dos disparos. Muitos fugiram para a mata para não serem assassinados. Vários estão feridos.

Os ataques acontecem um ano após sérias violências efetivadas pela PM do estado do Pará contra os mesmos camponeses. No dia 2 de dezembro de 2019, policiais militares de Eldorado dos Carajás foram flagrados atacando os sem-terra do acampamento Osmir Venuto da Silva que trabalhavam na colheita de castanhas, um dos poucos meios de sobrevivência das famílias que ali vivem.

Aquele ataque foi nacionalmente divulgado e comprovou as denúncias feitas anteriormente pelos camponeses acerca do vínculo da Polícia Militar local com a pistolagem a serviço dos fazendeiros da região.

Veja o vídeo:

*Com informações da CPT Xinguara

Deixe um comentário