Piora o estado de saúde de Ariano Suassuna

Um país que aprendeu a amar a obra de Ariano Suassuna ao longo de mais de 60 anos de produção do escritor e dramaturgo, acompanha aflito a sua luta pela vida. Autor de Auto da Compadecida, Romance da Pedra do Reino e tantos outros trabalhos que traduziram de forma singular a identidade cultural nordestina, Ariano segue internado na UTI do Hospital Português, no Recife, em estado de coma e respirando por aparelhos, como consequência de um acidente vascular cerebral hemorrágico sofrido na noite da segunda-feira.
Um novo boletim será divulgado às 11h, desta quarta-feira (23/7). Segundo o último boletim médico, emitido às 20h de ontem, o estado de saude teve uma piora. “Houve agravamento do quadro clínico e a situação é instável, com queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada”, disse o comunicado assinado pela neurocirugiã Feliciana Castelo Branco.
Ariano, 87 anos, foi internado às 20h da segunda-feira com sangramento intracraniano. Após operação emergencial que terminou por volta das 23h, ele foi encaminhado à UTI Neurológica. Familiares do escritor estiveram ontem à noite no hospital, mas não quiseram falar com a imprensa. Nomes da política pernambucana, entre eles o pré-candidado ao governo do estado pelo PSB, Paulo Câmara, e o ex-ministro Fernando Bezerra Coelho, também foram à unidade.
Principal nome do Movimento Armorial, que usou elementos populares para criar obras sofisticadas na literatura, teatro, artes plásticas e outras expressões, o autor paraibano vinha levando uma rotina normal. Na sexta-feira, deu aula-espetáculo no Festival de Inverno de Garanhuns. Na manhã do sábado, tirou fotos com fãs na cidade. Segundo Samarone Lima, assessor de Ariano, ele estava se sentindo bem e muito animado. “Ele estava normal, estava bem”, comentou.
Ariano, porém, tinha enfrentado outros problemas de saúde recentemente. Em agosto, sofreu um infarto e foi internado no Português. Dois dias após receber alta, deu nova entrada na unidade. Ele teria sido encontrado desacordado no chão de casa por familiares.

Fonte:

Deixe um comentário