Petistas fazem samba no posto que deu nome à Lava Jato

Abertura do 6º Congresso do Partido dos Trabalhadores em Brasília, com as presenças dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. Foto: Ricardo Stuckert

O posto de gasolina próximo a Torre de TV, que desencadeou a Operação Lava Jato, foi o palco da celebração de militantes do Partido dos Trabalhadores na quinta-feira (1º), após o primeiro dia do congresso que vai definir o próximo presidente do partido. A poucos metros do Centro de Convenções Brasil 21, está sendo realizado o congresso, petistas improvisaram uma roda de samba após o encerramento da programação do dia.

Durante a festa, petistas cantavam sambas famosos, como Vou Festejar, de Beth Carvalho – que se posiciona como porta-voz de movimentos sociais em algumas apresentações. “Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão”, cantavam os militantes. Alguns afirmavam que era para o “golpista” Michel Temer, ex-vice-presidente de Dilma Rousseff. Palavras de ordem contra o atual presidente também foram ouvidas.

O proprietário do posto é o doleiro Carlos Habib Chater, o primeiro preso na Operação Lava Jato. Hoje, cumpre pena em regime aberto. Chater foi condenado a cinco anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro, associação ao tráfico e pelo repasse de propina a políticos.

Fonte:

Deixe um comentário