Pelaí 153

Ibaneis-Rocha

OAB e a reforma política 

O presidente da OAB do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (foto), defende o envolvimento de toda a sociedade – “desde as suas representações legítimas até o anônimo cidadão” – nos debates da reforma política.

Financiamento público

Para Ibaneis, o passo mais importante será a imediata entrada em vigor do financiamento público das campanhas. A matéria está em votação no STF, com seis votos a favor e um contrário. Se aprovada, faltará definir se valerá para as eleições deste ano.

Contra o caixa dois

Na opinião de Ibaneis, o financiamento de campanhas eleitorais por empresas cria uma relação promíscua entre o interesse privado e a coisa pública. “A prática mostrou que na origem de todos os grandes escândalos sempre esteve o modelo de financiamento privado das campanhas, que permite o caixa dois.”

A noiva Reguffe…

O deputado José Antônio Reguffe (PDT) passou a ser a “noiva” preferida para a disputa ao Senado, em outubro. Ele é o sonho de consumo do governador Agnelo Queiroz (PT), do senador Rodrigo Rollemberg (PSB) e até de Toninho Andrade (PSol).

… e seu charme

Reguffe anunciou sua preferência por Rollemberg.       O PDT se sentiu traído. Reguffe não arredou pé. O PDT, aparentemente, o perdoou. E se juntou a ele. Mas o presidente nacional, Carlos Lupi, e o regional, Georges Michel, não fecharam as portas para o PT.

Dilma espera o PDT

Ambos apóiam a reeleição de Dilma Rousseff. E ela quer o PDT com Agnelo. A presidente não admite reforçar o palanque de Eduardo Campos em Brasília…

Candidato almofadinha

Enquanto não se define, Reguffe já virou vidraça. Os distritais Olair Francisco (PT do B), Agaciel Maia (PTC) e Alírio Neto (PEN), integrantes do chamado G-5, aproveitaram a sessão da terça-feira (15) para criticar o “candidato almofadinha”, que, segundo eles, “nunca pisou o pé fora do asfalto”.

Igreja ou palanque?

A nave da igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na QL 6/8 do Lago Sul, mais parecia um palanque político na noite de terça-feira (15) na missa de ação de graças pelo 46º aniversário da deputada distrital Liliane Roriz (PRTB). Além da irmã e deputada federal Jaqueline passaram por lá vários candidato às eleições de outubro. O mais festejado foi o ex-governador José Roberto Arruda (PR), de quem Liliane (PMN) pode ser vice-governadora. A deputada Eliana Pedrosa (PPS) marcou presença e foi bem recebida pelos aliados do patriarca Joaquim Roriz, que teve dificuldades devido ao tratamento de hemodiálise.

Assediados

O ex-senador Luiz Estevão, presidente regional do PRTB e um dos articuladores da chapa Arruda e Liliane, sentou-se próximo à família Roriz. Assediado pela imprensa, ele não quis falar de política. O presidente regional do PSD, Rogério Rosso, também foi bastante assediado, pelo cobiçado tempo de televisão que seu partido terá durante a campanha eleitoral.

Pitiman

O pré-candidato a governador Luiz Pitiman, que anda à procura de parceiros para fortalecer o palanque tucano em Brasília, marcou presença discreta no evento, diferentemente de Eliana Pedrosa (PPS), também pré-candidata ao Buriti e à procura de um vice.

Cavando a própria cova

Não é de hoje que o deputado André Vargas (PT-PR) chama a atenção negativamente. Nas manifestações de junho de 2013, ele foi um dos primeiros a condenar os protestantes e chamá-los de baderneiros. Ao contrário do governo. Até a presidente Dilma elogiou as “manifestações pacíficas”.

Cavando a própria cova

Em fevereiro, na votação da Lei dos Municípios, com as ausências dos presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Vargas presidiu a sessão do Congresso. Contra a vontade do governo, incluiu na pauta a votação dos vetos da presidente, causando mal estar na base aliada. E tripudiou: “Sentimos na Casa um espírito de não concordância com o veto da presidente”.

Não à toa, Vargas não é mais deputado…

Bela impressão

 Convidada, a presidente da Petrobrás, Graça Foster, prestou esclarecimentos ao Senado na terça-feira (15). E deixou boa impressão. Certa hora, caminhando entre a sala da Comissão de Fiscalização e Controle até o gabinete do presidente Renan Calheiros, Foster comentou espantada: “Não esperava que tanta gente fosse se importar com minha presença aqui. Tô parecendo uma rockstar”, arrancando sorrisos dos jornalistas.

Leitura do dia

 Desde que voltou ao Senado, a ex-ministra da Casa Civil, Gleise Hoffman, tem se destacado por colocações contundentes e embasadas a favor do governo. Só incomoda o fato de todos os seus discursos serem lidos, em vez de “improvisados”. Assim, os elogios ao seu desempenho devem ser encaminhados à assessoria. Parabéns!

Presidenta no prego

Na manhã de quarta-feira (16), a presidente Dilma Rousseff saía do Palácio do Planalto para mais um de seus compromissos em Brasília. Foi quando o pneu do carro em que estava furou. O stafe logo tratou de providenciar um carro reserva. Resta saber o motivo do imprevisto. Eu apostaria em buracos na pista.

Fonte:

Deixe um comentário