Pelaí 152

O bombardeio dos grandes veículos de comunicação do DF contra a Câmara Legislativa tem uma razão: a distribuição da verba publicitária. Os deputados aprovaram emenda à Lei Orgânica determinando que no mínimo 10% dos recursos da propaganda do GDF serão destinados a veículos alternativos e comunitários (leia matéria na página 4). Doeu no bolso. E os gigantes declararam guerra aos distritais.

 

Luppi quer PDT com Agnelo…

A decisão do presidente nacional do PDT, Carlos Luppi, de apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), reafirmada na quarta-feira (9), vai ter reflexos na política de Brasília. Luppi determinou ao presidente regional da legenda, Georges Michel, que mantenha as negociações com o governador Agnelo Queiroz (PT) visando uma coligação para outubro.

reguffe 1

… para enfraquecer Campos

Carlos Luppi é a esperança do Palácio do Planalto de que o deputado Reguffe não reforçará o palanque do PSB no DF. Para isso, o PT precisaria ceder a vaga de senador para Reguffe. Assim, enfraqueceria a chapa do senador Rodrigo Rollemberg ao Buriti e do presidenciável Eduardo Campos (PE).

 

Refuffe, o soldado em missão

Mas Reguffe já declarou apoio a Rollemberg e amor eterno ao projeto da Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, vice de Campos. Restar-lhe-ia, portanto, declarar-se “um soldado” do partido cumprindo a “missão” de disputar a vaga de senador no palanque do PT.

 

Falta combinar com os russos

Resta saber se o eleitor entenderá isso. Afinal, o deputado e seu correligionário senador Cristovam Buarque estão há três anos criticando o governador Agnelo.

 

O sacrifício de Vargas

Barrar a CPI da Petrobras passou a ser a prioridade zero do Planalto. Azar do ex-vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR), e do senador Gim Argello (PTB-DF). Vargas acabou abandonado após seu nome aparecer como sócio do doleiro Alberto Youssef e renunciou ao cargo na Mesa. E tem sido pressionado até pelo ex-presidente Lula para abrir mão do mandato.

 

Gim desiste do TCU…

Indicado pela presidente Dilma Rousseff para suceder o ministro Valmir Campelo no Tribunal de Contas da União, Gim viu frustrada sua tentativa de escapar da sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. E para evitar novo desgaste, abriu mão da indicação.

 

… e vai tentar a reeleição

E na nota que distribuiu anunciando sua decisão, se disse honrado com a escolha da presidente Dilma, mas que ela estava sendo usada “como instrumento de disputa política”. Com isso, Gim está “mais candidato do que nunca” à única vaga de senador em disputa nas eleições de outubro.

Joana Jeker dos Anjos, fundadora e presidente da Recomeçar - Associação de Mulheres Mastectomizadas do Brasil - e Ana Amélia Lemos, senadora pelo PP-RS
Joana Jeker dos Anjos, fundadora e presidente da Recomeçar – Associação de Mulheres Mastectomizadas do Brasil – e Ana Amélia Lemos, senadora pelo PP-RS

Prevenção ao câncer de mama

Líder do movimento pelo tratamento gratuito preventivo do câncer de mama no País, a brasiliense Joana Jeker dos Anjos esteve na quinta-feira (10) com a senadora Ana Amélia (foto) para tratar da alteração da lei que estabelece a gratuidade a partir dos 50 anos. Elas defendem que esse tratamento deveria ser antecipado para os 40 anos.

 

Mobilização para doação de medula

No mesmo dia, a Câmara Legislativa aprovou projeto da ex-deputada Luzia de Paula (PEN) criando a política de mobilização para doação de medula óssea no DF. A proposta visa assegurar proteção às pessoas portadoras de doenças do sangue, como anemia aplástica grave, mielodisplasias e leucemias, cujo tratamento pode exigir transplante de medula.

Fonte:

Deixe um comentário