PCdoB avalia permanência no governo

O Partido Comunista do Brasil, regional do Distrito Federal, (PCdoB-DF) decidirá se continua ou não na base de sustentação do governo de Ibaneis Rocha (MDB). Na segunda-feira, dia 18, o vice presidente do partido no DF, João Vicente Goulart, filho do ex-presidente João Goulart, encaminhou à instância maior do partido, que é o Comitê Regional, requerimento para que seja debatida a saída da agremiação do governo Ibaneis. O partido tem 60 dias para votar a proposta.

A proposição argumenta basicamente os seguintes pontos:

  • “O distanciamento das pautas essenciais progressistas do PCdoB na formação de uma Frente Ampla que abarque, além dos partidos de esquerdas outros do centro.
  • O distanciamento de Ibaneis do grupo de governadores, ao não assinar o manifesto pela democracia.
  • O não cumprimento da palavra do governador da reiteração dos companheiros do Partido Pátria Livre (PPL), que estiveram na luta desde que o Ibaneis tinha 2% ainda no primeiro turno das eleições e que após quatro reuniões com ele e com a Casa Civil não se materializam. Ao contrário, o que se vê é a exoneração dos poucos quadros que atuavam no GDF.

Para continuar a leitura, clique aqui.

Deixe um comentário