Patriota incorpora PRP

Da direita pra esquerda:
Ovasco Resende (presidente nacional PRP), Alexandre Marques (PRP-BA), Adilson Barroso (presidente Nacional Patriota), Daniel Donizete (distrital eleito PRP) e Adalberto Monteiro (PRP-DF)

O Patriota incorporou o PRP. Com a decisão o Patriota cumpre a cláusula de barreira e passa a ter uma bancada com nove deputados federais e votos suficientes para ser mantido como partido político. O presidente nacional será mantido: Adilson Barroso. Seu vice, Ovasco Resende, é o atual presidente do PRP.

Na capital, o bom desempenho eleitoral do PRP garantiu que o presidente local, Adalberto Monteiro, se mantivesse na presidência da nova sigla. O partido elegeu a deputada federal Bia Kicis e o deputado distrital Daniel Donizete. Monteiro foi candidato a vice-governador do General Paulo Chagas e recebeu mais de 100 mil votos. O Patriota não elegeu ninguém em Brasília.

Daniel Donizete participou da reunião da executiva dos partidos e disse que este é o caminho para as legendas se manterem no cenário político. “A fusão dos partidos é um caminho natural para as siglas que precisam atingir a cláusula e parabenizo o esforço do presidente Adalberto Monteiro nessa construção”, disse o futuro parlamentar eleito pelo PRP.

O presidente do PRP do DF, Adalberto Monteiro, diz que os ideais partidários do PRP serão mantidos. “Continuaremos nossa busca por melhores condições de vida da população do DF, com a mesma garra e determinação que fizeram do PRP essa sigla respeitada no DF” credita aos correligionários o futuro presidente do Patriota no Distrito Federal.

Deixe um comentário