Passando a boiada

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Está em andamento a tática do ministro do Meio Ambiente da “histórica” reunião de 22 de abril de “passar a boiada” durante a pandemia. Levantamento da Folha de S.Paulo, em parceria com o Instituto Talano, mostra que, de março maio deste ano, a pasta de Ricardo Salles (foto) publicou 195 atos no Diário Oficial da União (DOU) – muitos deles considerados lesivos à preservação ambiental. No mesmo período de 2019, foram apenas 16. Aumento de 12 vezes.

Deixe um comentário