Paranoá estreia daqui a pouco na Copa São Paulo de Futebol Júnior

Principal competição voltada à categoria de base no Brasil, a Copa São Paulo de Futebol Júnior (Copinha) abre o calendário esportivo no País a partir desta segunda-feira (2), com a realização de duas partidas. Na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, Ferroviária e Villa Nova-MG duelam às 18h45 (de Brasília). Mais tarde, às 21h é a vez do Paranoá-DF encarar o Palmeiras, com transmissão ao vivo pela Sportv, ESPN e Rede Vida.

A 48ª edição da Copinha terá 120 times divididos em 30 grupos de quatro equipes na primeira fase do torneio. Após a realização de três rodadas, os dois melhores de cada chave avançam para a próxima etapa, que já é eliminatória. Como de costume, a final será realizada no dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, no Estádio do Pacaembu.

Confira a tabela do torneio

Primeiro time paulista a estrear na competição, o Palmeiras chega na Copa São Paulo de Futebol Júnior em busca do primeiro título. Vice-campeão em duas oportunidades – a primeira em 1970, ao perder para o rival Corinthians, e a segunda em 2003, quando foi derrotado pelo Santo André nos pênaltis – o Verdão quer mudar a história para começar o ano levantando um troféu.

Maior campeão da Copinha, com nove títulos conquistados, o Corinthians foi finalista nos últimos três anos. O Timão procurará manter a sequência e, de preferência comemorar mais uma conquista, já que no ano passado perdeu para o Flamengo nos pênaltis. Para isso, o Alvinegro aposta na base da equipe vice-campeã de 2016. O técnico Osmar Loss inscreveu dez jogadores que fizeram parte do grupo que chegou à final. O Alvinegro está no Grupo 17, junto com Taubaté, Operário-MS e Pinheiro.

 

Sem levantar a taça da Copa São Paulo de Futebol Júnior há sete anos, o São Paulo buscará alterar esta escrita em 2017. Para tanto, o Tricolor confia na força da equipe sub-20, que no ano passado conquistou cinco títulos, entre eles o da Copa Libertadores da América da categoria. Os jovens são-paulinos terão uma motivação a mais na Copinha: Rogério Ceni, técnico da equipe principal, estará de olho nos atletas. O Tricolor está no Grupo 13, ao lado de Capivariano, Genus e União Barbarense.

Com um trabalho de base reconhecido no cenário nacional, o Santos não conquista o título da Copinha desde 2014, quando bateu o rival Corinthians e levantou o caneco pela terceira vez. O Peixes aparece no Grupo 25, que também tem Osasco Audax, Floresta e Rio Branco-AC.

Cariocas – Atual campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Flamengo terá o desafio de defender o título conquistado em 2016, quando derrotou o Corinthians nos pênaltis. O Rubro-Negro busca o quarto troféu da competição para se igualar ao Internacional, terceiro maior vencedor do torneio.

Atrás apenas do Timão em número de conquistas da Copinha, o Fluminense tenta quebrar um longo jejum. O Tricolor não vence o campeonato desde 1989, ano em que bateu o Juventus e se consagrou pentacampeão. Vencedor em 1992, o Vasco buscará seu segundo título, enquanto o Botafogo, campeão brasileiro sub-20, tentará levantar a taça pela primeira vez.

 

document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Fonte:

Deixe um comentário