Para Maia, fala de Bolsonaro sobre Dilma mostra que ele não tem dimensão humana

Rodrigo Maia: “Tortura é debochar da dor do outro” Foto: Câmara dos deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o presidente Jair Bolsonaro “não tem dimensão humana”. Em conversa com apoiadores nesta segunda-feira (28), Bolsonaro ironizou os relatos de Dilma sobre o período em que foi presa, na década de 1970. Bolsonaro disse que aguardava um raio-X da ex-presidente para provar que ela teve a mandíbula fraturada.

“Tortura é debochar da dor do outro. Falo isso porque sou filho de um ex-exilado e torturado pela ditadura. Minha solidariedade à ex-presidente Dilma. Tenho diferenças com a ex-presidente, mas tenho a dimensão do respeito e da dignidade humana”, disse o presidente da Câmara, em suas redes sociais.

Maia fez o comentário ao retuitar post do líder do MDB e candidato à sua sucessão, Baleia Rossi (MDB-SP), que expressou sua solidariedade a Dilma. “Não é sobre esquerda, centro ou direta. É sobre a dignidade humana, é disso que se trata. Nossa solidariedade à ex-presidente Dilma Rousseff. Tortura nunca mais”, escreveu Baleia Rossi.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Deixe um comentário