Para forçar aprovação na CLDF, Ibaneis suspende nomeação de cargos no Buriti

O governador Ibaneis Rocha fez duras manifestações na sexta-feira, 18 de janeiro, a respeito da relação com alguns deputados distritais. A ordem no Buriti é a suspensão de todas as nomeações, voltando atrás na decisão anterior de ser mais célere, até o pacto emergencial enviado a CLDF ser apreciado.

Segundo fala de Ibaneis, ele vai acabar com o “troca-troca” no governo. O anúncio de um novo decreto, que deve ser publicado na segunda-feira, 21 de janeiro, visando bloquear as indicações trará como exceção apenas as indicações técnicas.

Ao finalizar suas manifestações, o governador mandou um recado em tom ameaçador “Não sou um sujeito passível de pressão, mas sim de negociação”, finaliza.

Ponto de divergência

Um dos principais motivos de embate entre parlamentares e o executivo é a ampliação do modelo do Instituto Hospital de Base, com a criação da Organização Hospitalar do Distrito Federal (OHDF). Segundo deputados contrários ao projeto, a iniciativa é um “desmonte da saúde pública”.

Ainda constam no pacote de medidas emergenciais a criação das novas regiões administrativas de Arapoanga,Arniqueiras, Por do Sol e Sol Nascente, redução de alíquotas de impostos e propostas de renegociação de dívidas.

Deixe um comentário