Para entender Cristo – II

Se perceberes contradição entre o Velho e o Novo Testamento, fique com o Novo; entre os ensinamentos de Cristo e dos apóstolos, fique com Cristo. Ele é o expoente da Bíblia, nada ali pode estar em contradição com o que Ele disse.

Porém, para entendê-Lo integralmente, necessário se faz conhecer os símbolos usados por Ele: templo, símbolo do corpo ou da mente: “destruam este templo (corpo), e eu o reerguerei em três dias (ressuscitação)”.

Cruz, conjunto de provas e dificuldades constantes da vida de cada um. “Quem quiser seguir-me, pegue sua cruz e siga-me. O filho do homem não tem onde reclinar a cabeça”.

Pecado, erro que exige reparação e se dá pela caridade ou amor em ação. “Os teus pecados te são perdoados porque você muito amou”.

Os evangélicos erram muito ao igualarem todos os autores da Bíblia. Pensam, equivocadamente, que a Bíblia é a palavra de Deus quando, na verdade, isso foi apenas uma convenção tomada pelos pais da igreja evangélica para evitar divisões.

A Bíblia tem partes de inspiração divina e parte da cabeça dos homens que serviram para o passado, mas não servem mais para o presente.

Algum pai bate no filho com vara? Isso é recomendação bíblica. Será que este e outros absurdos vêm de Deus?

Deixe um comentário