Pacientes se revoltam no HRT

Internado há mais de sessenta dias na enfermaria 105 da Cardiologia do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), onde aguarda transferência para o Instituto do Coração (Incor) para fazer uma cirurgia de implantação de quatro pontes de safena, o advogado Jorge Pereira Corte gravou um vídeo denunciando as péssimas condições da unidade.

Segundo ele, a direção do HRT tenta maquiar a situação do Pronto Socorro transferindo pacientes para a Cardiologia, onde as enfermarias com capacidade para seis pessoas internadas estão ganhando recebendo, cada uma, duas novas macas. Na transição entre as duas unidades, os pacientes são mantidos nos corredores, conforme mostram as imagens.

A revolta do advogado é comum a todos os pacientes e acompanhantes. Maria de Fátima, cujo marido também aguarda cirurgia no Incor e foi mandado para casa, desafia o governador Ibaneis Rocha a ir ao HRT. “O senhor prometeu resolver os problemas da Saúde do DF. Então, venha aqui ver como as pessoas são tratadas”, diz ela.

O advogado Jorge Corte, emenda: “mas não fique apenas no Pronto Socorro, onde a direção está fazendo essa maquiagem. Venha até a Cardiologia”.

Deixe um comentário