Os seis nomes de Mandela

MN

Rolihlahla

Segundo a Fundação Nelson Mandela, o herói da luta contra o apartheid ganhou esse nome de seu pai, Nkosi Mphakanyiswa Gadla Henry. Na língua Xhosa, um dos onze idiomas oficiais da África do Sul, Rolihlahla significa “pulando do galho de uma árvore”. Normalmente, a expressão é usada no país para caracterizar um “causador de problemas”, ou um “pestinha”.

Nelson

Dar nomes ingleses para crianças africanas era um costume durante a infância de Mandela, que ganhou o nome Nelson de sua professora Mdingane, no primeiro dia de aula. A mudança era influência dos colonos britânicos, que não conseguiam pronunciar os nomes africanos. Não se sabe, contudo, por que a professora escolheu o nome Nelson.

Dalibhunga

Aos 16 anos, Mandela passou pelo tradicional ritual Xhosa de iniciação na vida adulta e recebeu um novo nome. Dalibhuga significa “criador ou fundador de um conselho (Corte)” ou “responsável por manter o diálogo”.

Tata

Considerado o fundador da democracia sul-africana, Mandela é chamado por muitos sul-africanos simplesmente de “Tata”, palavra Xhosa que significa “pai”.

Khulu

A língua Xhosa também oferece outro termo afetivo para designar Mandela. Khulu é a abreviação de uBawomkhulu, que significa “avô”. A palavra também é sinônimo de “bom, supremo, grande”

Madiba

Na África do Sul, o nome do clã do qual a pessoa faz parte é muito mais importante do que o sobrenome. Isso porque o nome do clã se refere ao ancestral da pessoa. No caso de Mandela, Mandiba é o nome do chefe da tribo Thembu que governou a região de Transkei, no sudeste do país, no século XVIII. Chamar alguém pelo nome do clã é considerado uma atitude de respeito.

Fonte:

Deixe um comentário