Orçamento de 2013

O presidente do Senado, Renan Calheiros, marcou para amanhã sessão conjunta do Congresso (Ueslei Marcelino/Reuters - 1/2/13)
O presidente do Senado, Renan Calheiros, marcou para amanhã sessão conjunta do Congresso

O Palácio do Planalto tentará hoje unificar posição dentro da base aliada para adiar mais uma vez a votação do Orçamento Geral da União. Líderes governistas se reúnem com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e a secretária de Relações Institucionais, ministra Ideli Salvatti, para definir uma estratégia para a votação dos mais de 3 mil vetos presidenciais que aguardam nas gavetas do Congresso por um posicionamento da Casa. Por conta do despacho do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, a questão dos vetos se tornou em um obstáculo para a apreciação do Orçamento deste ano — que deveria ter sido votado até 31 de dezembro passado.


A preocupação do governo é que a votação dos vetos acabe ressuscitando batalhas em torno de temas como o fim do fator previdenciário ou a Emenda 29 — que disciplina as aplicações de recursos da União, de estados e municípios no setor de saúde. 


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário