Oposição síria se reúne na França para pedir ajuda

A Coalizão Nacional Síria (CNS) pede, no mínimo, 500 milhões de dólares para organizar um novo governo no país. Ocidentais temem que armas caiam nas mãos de grupos islamitas


Paris – A Coalizão Nacional Síria (CNS) voltou a pedir nesta segunda-feira (28/1) ajuda financeira e material concreta, ou seja, armas, à comunidade internacional, na abertura em Paris de uma reunião internacional consagrada à Síria.


“O povo sírio trava atualmente uma batalha sem quartel. O tempo não está do nosso lado e o prosseguimento deste conflito pode acarretar apenas uma catástrofe para a região e para o mundo”, declarou Riad Seif, vice-presidente do grupo. “Não queremos mais promessas que não serão cumpridas”, acrescentou diante de diplomatas e funcionários de alto escalão de meia centena de países.


Os países ocidentais não querem entregar armas à oposição síria por medo de que caiam nas mãos de grupos islamitas. No fim de fevereiro, será examinado em Bruxelas o embargo de armas europeu à Síria, mas o levantamento parcial ou total do mesmo precisa ser votado por unanimidade.

Fonte: France Press

Sites e Blogs

Deixe um comentário