ONU quer vetar diplomatas bêbados

Sede das Nações Unidas, em Nova York

Sede das Nações Unidas, em Nova York (Thinkstock)
Os Estados Unidos apresentaram nesta segunda-feira na ONU uma proposta para proibir o acesso de diplomatas sob os efeitos do álcool nas negociações realizadas na organização internacional. “Propomos que no futuro as salas de negociações sejam espaços livres da embriaguez”, afirmou o embaixador adjunto americano, Joseph Torsella, na reunião de uma comissão da Assembleia Geral das Nações Unidas.
A origem da queixa de Torsella está nas negociações na Quinta Comissão da Assembleia Geral da ONU, que se ocupa dos orçamentos. Segundo ele, às vezes os encontros são dificultados pela presença de diplomatas bêbados, uma vez que as reuniões mais árduas ocorrem em dezembro – mesma época das recepções de fim de ano na cidade, regadas a muita bebida.
Para o embaixador adjunto dos EUA, se apresentar para o trabalho com nítidos sinais de embriaguez, muitas vezes ainda de festas na noite anterior, se tornou “prática comum” de muitos diplomatas, o que contribui, afirma o americano, para impedir que a comissão realize seu trabalho “de maneira apropriada”.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário