Ônibus movidos a biodiesel começam a circular nesta quinta-feira

Trajeto Memorial JK — Praça dos Três Poderes será feito pela linha 109. Veículos começaram a rodar nesta quinta-feira (12) e têm como principal característica o uso de biodiesel B-20. Foto Gabriel Jabur/Agência Brasília

 

A nova frota de ônibus que utiliza biodiesel B-20 como combustível está pronta para circular pelas rotas da capital. A linha 109, que faz o trajeto Memorial JK – Praça dos Três Poderes ao custo de R$ 2,50, começou a operar nesta quinta-feira (12). A expectativa é que nos horários de pico, os ônibus operem em um intervalo de cinco minutos, para que a demanda maior seja cumprida.

Os ônibus estão operando no box quatro da plataforma ‘A’ da Rodoviária do Plano Piloto e irão integrar, também, bolsões de estacionamento do Parque da Cidade e do Estádio Nacional de Brasília, o Mané Garrincha. Fábio Damasceno, Secretário de Mobilidade, explica que essa demanda era antiga e que trará “melhorias dessas linhas, interligando assim, os poderes que ficam na Esplanada dos Ministérios, facilitando a circulação e a integração com o metrô”.

Os carros têm piso baixo e, por isso, não há a necessidade de escadas, além disso, contém ar-condicionado, câmbio automático e velocidade controlada para transitar a 60 km/h. A inauguração da rota faz parte do programa de mobilidade do Governo: o circula Brasília. Os custos totais para medidas como esta já estão incluídos no investimento do programa, segundo o GDF.

 

Benefícios

O biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis. Quando usado em veículos, emite menos gases no efeito estufa. Damasceno destaca a importância do investimento. “Esses nove carros, ao longo de um ano, equivalem a plantarmos 1,2 mil árvores aqui no Distrito Federal, levando em consideração a redução de dióxido de carbono”, levantou.

 

Circula Brasília

O programa Circula Brasília engloba ações do Executivo de curto, médio e longo prazos. De acordo com a Secretaria de Mobilidade, em dez anos, a frota da capital aumentou 99,63%, chegando a 1.649.563 veículos.

Expansão – Com a expansão do metrô, do Expresso Sul, a adoção do veículo leve sobre trilhos (VLT) e a estruturação da rede cicloviária, cerca de 280 quilômetros de rede integrada de transporte público serão somados à realidade. Atualmente, são pouco mais de 110 quilômetros de corredores exclusivos, faixas preferenciais e vias metroviárias.

 

 

*Com informações da Agência Brasília

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário