Obras nas imediações da Arena Castelão serão concluídas quatro dias antes do primeiro jogo em Fortaleza

Por um lado o estádio Castelão, que vai abrigar os jogos da Copa das Confederações, em Fortaleza (CE), foi a primeira arena a ficar pronta entre todas as cidades-sede; por outro, ao sair do estádio, os possíveis problemas relativos à mobilidade tornam-se visíveis. A avaliação é do arquiteto e urbanista Renato Pequeno, professor do Departamento de Arquitetura da Universidade Federal do Ceará (UFC). “O entorno do Castelão não está pronto. Quando se pensa em como chegar ao estádio, aí se tem um problema”, disse em entrevista à Agência Brasil.

De acordo com a Secretaria Municipal Extraordinária da Copa (Secopafor), as obras de mobilidade nas imediações do Castelão – previstas para a Copa das Confederações – serão entregues no dia 15 de junho, quatro dias antes do primeiro jogo em Fortaleza, que ocorre no dia 19. O órgão destacou que o compromisso firmado com a Federação Internacional de Futebol (Fifa) para estes jogos é a conclusão do alargamento da Avenida Alberto Craveiro e construção de uma rotatória ao lado do estádio. A Secopafor informou que 80% dessa obra estão concluídos.

As demais obras de mobilidade, sob a responsabilidade da Secopafor, serão concluídas somente para a Copa do Mundo. O acordo com a Fifa inclui a construção de um túnel por baixo da rotatória que ligará a Avenida Paulino Rocha (obra 43% concluída) à Via Expressa (5% concluída). Esta via interliga a região do estádio à zona hoteleira da capital. As obras na Avenida Dedé Brasil, também nos arredores do Castelão, estão com 9% em andamento.

 

Fonte:

Deixe um comentário