O que ofusca o futuro presidente da CEB?

O próximo presidente da CEB, Wandermilson de Jesus Garcez de Azevedo, ex-administrador do Lago Sul na gestão Agnelo Queiroz (PT), foi candidato a distrital em 2014 pelo PV, e conseguiu 2.942 votos. Vem daí um de seus problemas.

 Contas – Na prestação de contas de sua campanha ao Tribunal Regional Eleitoral do DF, segundo acórdão 6.723, Wander não apresentou recibos eleitorais e o TRE detectou ausência de documentação comprobatória das doações em dinheiro.

Improbidade – Outra complicação de Wander, que é apadrinhado político do ex-senador José Sarney (MA), é uma condenação no TJDFT por improbidade administrativa quando estava à frente da Administração do Lago Sul. A sentença está no processo 2014.01.1.181574-9.

Sentença WA

Acórdão WA

 

Fonte:

Deixe um comentário