O que comer antes do treino?

Esta é uma pergunta muito frequente tanto em blogs relacionados à prática de atividade física como quando estamos conversando com alguém e descobrem que somos nutricionistas. Por isso, entendo que essa é uma dúvida recorrente de quem faz exercício físico. Vejo muitos adeptos a dietas da moda excluírem fontes alimentares de carboidratos da alimentação, especialmente antes dos treinos, com o argumento de “queimar” a gordura corporal durante a atividade física.

Mas, e aí? Será que tudo isso faz sentido? Segundo o Comitê Olímpico Internacional (COI), uma dieta rica em carboidratos nos dias anteriores à competição pode auxiliar na melhora do desempenho esportivo, particularmente quando o exercício durar mais do que 60 minutos.

Outra recomendação do COI e de especialistas do Colégio Americano de Medicina Esportiva, Associação Dietética Americana e da Associação Dietética Canadense é de que atletas devem atingir a ingestão de carboidratos visando atender a demanda energética dos programas de treinamento e repor adequadamente as reservas de glicogênio nos períodos de recuperação e entre as sessões de treinamento.

Isso pode ser alcançado por meio do consumo de refeições com alimentos que são fonte de carboidratos, além de fornecer boas fontes de proteínas e demais nutrientes.

Portanto, a recomendação dos especialistas, de modo consensual, é que devemos ter alimentos fontes de carboidrato na dieta para melhorar o rendimento esportivo, mas isso pode e deve ser feito especialmente entre as sessões de treinamento e no pós-treino.

Dependendo do tempo que você fez sua última refeição com carboidrato e do quanto comeu de carboidrato, seu pré-treino não necessariamente precisa ser rico nesse nutriente.

Ficou confuso? Procure um nutricionista que ele planeja a dieta pra você!

Deixe um comentário