Nutrição na cirurgia bariátrica

magra

O tratamento cirúrgico da obesidade tem sido bastante utilizado e um grande número de estudos clínicos tem demonstrado sucesso na manutenção e perda de peso. Depois dos Estados Unidos, o Brasil está em segundo lugar no número de cirurgias, com cerca de 60 mil realizadas no ano de 201.

O aumento crescente no número de cirurgias bariátricas realizadas em todo o mundo intensificou a preocupação sobre os seus efeitos em longo prazo, principalmente em relação às alterações nutricionais decorrentes desse processo, como desenvolvimento de anemia, perda de massa óssea, desnutrição proteica, neuropatias periféricas, danos visuais, dentre outras complicações.

Portanto, é necessário conhecer as principais deficiências nutricionais presentes nesses pacientes para que os protocolos de intervenção clínica e nutricional atendam às necessidades desses indivíduos.

O acompanhamento com o endocrinologista e com o nutricionista é parte fundamental para o sucesso da redução e manutenção de peso.

Deixe um comentário