No topo novamente!!

O Uniceub/BRB/Brasília começou a temporada 2013/2014 com o pé direito. Na sexta-feira (29), em Montevidéu, no Uruguai, a equipe do Distrito Federal sagrou-se campeã da Liga Sulamericana, ao vencer os donos da casa – o Atletico Aguada – por 93 a 81. Título incontestável: o Brasília sofreu apenas uma derrota – na fase semifinal – e venceu os finalistas Aguada e Boca Juniors (ARG) duas vezes cada. Para completar a festa, Guilherme Giovanonni foi eleito o MVP da competição.

Nas finais, o  UniCeub/BRB/Brasília não contou com seu maior astro, o ala Alex Garcia, contundido, mas dois estrangeiros compensaram, com sobras, sua ausência: o pivô americano Marcus Goree e o armador uruguaio Martín Osimani tiveram grande atuação.

O título teve direito a carreata em carro aberto no domingo (1/12), em Brasília. Um exagero. Afinal, o Brasília tem títulos mais relevantes, e a Liga Sul-Americana é uma espécie de “segunda divisão” do continente. Tanto que Flamengo, Uberlândia e São José, finalistas do NBB 2012/2013 nem participaram, pois irão jogar a Liga das Américas, esta, sim, a “Libertadores” do basquete, para a qual o Brasília também se classificou, após a conquista do sulamericano.

O Brasília agora é bicampeão do torneio, igualando a marca do Vasco da Gama, que ganhou em 1999 e 2000. Brasil e Argentina são os únicos vencedores das dezoito edições da Liga.

Confira a relação dos campeões:

  • Atenas de Córdoba (ARG) – 3 títulos (1997, 1998 e 2004)
  • UniCeub/BRB/Brasília (BRA) – 2 títulos (2010 e 2013)
  • Vasco da Gama (BRA) – 2 títulos (1999 e 2000)
  • Libertád Sunchales (ARG) e Regatas Corrientes (ARG) – 2 títulos
  • Flamengo (BRA), Uberlândia (BRA), Quimsa (ARG), Olimpia (ARG), Ben Hur (ARG), Estudiantes Olavarría (ARG) e Obras Sanitarias (ARG) – 1 título

Foi a primeira conquista brasiliense após a contratação do campeoníssimo treinador argentino Sérgio Hernández, o “Ovelha”. Certeza de que vem mais por aí…

Deixe um comentário