Mulher que tem carro roubado é morta a tiro

Tentativas de reanimação no local fracassaram. Ela ainda foi levada ao hospital. Foto: reprodução

           

Uma professora de 41 anos foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) nesta quarta-feira (4) no Gama, no Distrito Federal. De acordo com testemunhas, Raquel Miranda foi baleada após ter o carro roubado quando estava próximo a um posto de saúde da região de manhã. Segundo a Polícia Militar, ela morreu no hospital.

Raquel Miranda era professora da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal. Foto: arquivo pessoal/ Facebook

O crime foi por volta das 10h40. Às 11h30, militares tentavam reanimar a mulher. Carros do Corpo de Bombeiros e do Samu estavam no local para prestar socorro à vítima. De acordo com a Polícia Militar, a mulher foi levada ao Hospital Regional do Gama.

Empenho

O subtenente da Polícia Militar Carlos Magno, responsável pela ocorrência, disse que a PM está empenhada na procura do criminoso. “Eu fui o primeiro a chegar no local do crime e assim que tive mais informações sobre o elemento (suspeito do crime). As viaturas da região do Gama e de Santa Maria se empenharam em procurar.”

A corporação informou às 12h46 que procurava o suspeito pelas características. Segundo o subtenente, a mulher havia ido ao Centro de Saúde nº 5, na área central do Gama, e foi abordada pelo assaltante quando saía do local.

O tiro foi dado pelas costas. De acordo com a PM, a bala entrou pelo ombro, passou pelo tórax da mulher e atingiu o coração. A corporação disse que o carro foi encontrado abandonado e queimado no Novo Gama, no Entorno.

Incêndio do carro no Entorno, fotografado pela Polícia Militar. Foto: Polícia Militar/divulgação

                               

Fonte: G1

}

Deixe um comentário