MST ocupa sede da Secretaria de Agricultura e pede reintegração de terras

20150527125317651670oServidores não podem entrar no prédio, que teve uma das portas danificadas.

Cerca de 150 integrantes da coordenação do Distrito Federal do Movimento dos Sem Terra (MST) ocupam na manhã desta quarta-feira (27/5) a sede da Secretaria de Agricultura, na Asa Norte. Os manifestantes chegaram ao local, por volta das 4h30. Eles reivindicam a reintegração de áreas antes destinadas à reforma agrária.

Os integrantes pertencem à acampamentos de Brazlândia e Planaltina. Segundo um dos coordenadores do MST, Bruno Leandro Oliveira, na última quinta-feira (21/5), produtores foram retirados de uma das áreas, com a alegação de reintegração de posse. “Era 160 que viviam e produziam no assentamento Roseli Nunes. Essa área estava direcionado a reforma agrária. Não estamos pedindo terras, e sim o direito de usar o que já era nosso”, explicou.

Os manifestantes entregarem uma pauta de reivindicação para o secretário de agricultura José Guilherme Leal. Entre os pedidos estão a garantia das famílias em acampamentos já estabelecidos no DF.

Uma comissão do MST está em reunião desde às 11h em negociação. Em virtude da ocupação, servidores foram impedidos de entrar no prédio da Secretaria de Agricultura. Uma porta da entrada principal foi danificada. A Polícia Militar acompanha o movimento desde as primeiras horas da manhã.

leia mais:


Câmara rejeita financiamento empresarial de campanhas eleitorais


Agnelo diz que decisão sobre reajuste prova acertos: “Espero que paguem”


Fonte:

Deixe um comentário