Morre Abdalla Jarjour

​Morreu nesta madrugada, em Brasília, vítima de complicações da covid-19, o empresário Abdalla Jarjour, 74 anos. Filho de família de migrantes sírios, ele era o caçula de três irmãos fundadores da Rede Jarjour de Postos de Combustíveis. Embora não fossem mais sócios, os irmãos detêm a propriedade de concessionárias de automóveis, de construtora e outros negócios.

Os pais de Abdallah, Aziz Abdalla Jarjour e Munia Khoury Jarjour chegaram em Brasília em 1958, antes da inauguração da nova capital. O grupo fundado por eles criou marcas famosas no DF, como o Café Arábia, os Supermercados Planalto (Planaltão) e o Consórcio Nacional Jarjour– revendas autorizadas Agrale e Ford.

Os três filhos de Aziz abriram o primeiro posto de combustíveis em 1972, na CSB 8, em Taguatinga Sul, que acabou se transformando numa rede, com unidades nas Asas Sul (210) e Norte (206) do Plano Piloto, com bandeira própria American Petro.

Nos anos 1970 e 1980, Abdallah Jarjour, que é pai do ex-secretário de Turismo do GDF, Thiago Jarjour, e de outros quatro filhos, ficou conhecido no DF por ser amigo do ex-piloto Nelson Piquet, a quem apoiou no início da carreira, quando o tricampeão de Fórmula 1 ainda participava de corridas de rua em Brasília. Ele adoeceu enquanto descansava numa praia no litoral brasileiro e foi trazido para a capital numa UTI aérea. Mas não resistiu às complicações da doença.

O corpo de Abdallah Jarjour está sendo velado das 12h30 às 16h desta terça-feira (8) na igreja Ortodoxa Antióquia São Jorge, na QI 9 do Lago Sul. O sepultamento está marcado para as 17h, no cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul.

Deixe um comentário