Moradores de Ponte Alta ganham posto de saúde

Os moradores da Ponte Alta, zona rural do Gama, ganharam ontem (31) um posto de saúde, que teve investimento de R$100 mil do GDF. O prédio onde serão realizados os atendimentos abrigava um posto fiscal e teve as redes elétrica e hidráulica substituídas, recebeu pintura e adequações para acomodar os novos servidores.

A inauguração da unidade contou com a presença do governador Agnelo Queiroz que, acompanhado do secretário de Saúde, Rafael Barbosa, visitou todos os espaços de atendimento, que incluem consultório do médico da família, do enfermeiro, salas de acolhimento, espera, farmácia, curativos, vacina e laboratório.

“Esse não foi um investimento tão grande, porém é muito expressivo no que diz respeito a sua importância para a população. Essa é a hora de melhorarmos a área rural de todo o DF e nossa meta é ampliar ainda mais a Atenção Primária de Saúde. Para isso, mudamos e modernizamos o modelo de atenção à saúde”, afirmou o governador.

Além de ressaltar a importância da unidade, que está há duas semanas em funcionamento, o secretário de Saúde anunciou a inauguração, até dezembro, do CAPS adulto e infantil na atual Policlínica do Gama e, no mesmo período, a entrega do Laboratório de Análises Clínicas. Ele citou, ainda, o começo das obras de outro centro no setor leste da cidade.

“Hoje o Gama possui uma das maiores coberturas de Atenção Primária do DF. No começo desta gestão, apenas 7% da população tinha cobertura e agora são mais de 70%. Esse número supera a meta que tínhamos estipulado para este ano e trabalharemos ainda mais para aumentá-lo”, destacou Barbosa.

A iniciativa do governo em aproveitar um local que estava abandonado foi o principal aspecto abordado pelo administrador da cidade, Adalto de Almeida. “Este governo está colocando a Saúde para funcionar e se preocupa com as pessoas que realmente necessitam.”

O funcionamento do local em Ponte Alta foi apontado pela dona de casa Jane Gomes da Silva, 39 anos, como um dos maiores presentes para a área rural. “Trouxe minha neta hoje, mas já vim aqui outras vezes. Além de ser do lado da minha casa, o atendimento está de primeira”, ressaltou.

O posto, que funciona de segunda a sexta-feira, de 7h as 12h e de 13h as 18h, conta com um médico da família, dois auxiliares de enfermagem, um enfermeiro e quatro agentes comunitários de Saúde. Além de exames laboratoriais, a unidade também realiza exames de eletrocardiograma, teste rápido de Sífilis/HIV, de dengue e de gravidez.

Fonte:

Deixe um comentário