Minha Casa, Minha Dívida

A capacidade de se endividar é inata, a toda humanidade, quem por acaso encontraria dificuldades em gastar dinheiro? O que faz a vida divertida é conseguir pagar o que devemos e ainda assim passar momentos felizes.

Acompanhe o lado cômico da tragédia que é a busca pela moradia, sob o viés artístico e ousado do G7, com bastante interatividade com o público, música e estéticas teatrais inventivas e premiadas!

A plateia vai se divertir com a história de um casal que luta para adquirir o seu primeiro imóvel. A odisseia transita por lançamentos de complexos habitacionais que prometem a vida eterna, corretores de imóveis com crise de consciência, financiamentos , burocracia, planejamento, juros, empréstimos, flatulências e todas as dificuldades enfrentadas para se ter um lugar para chamar de seu.

A difícil arte da convivência em uma kitinete serve como motivação para sair do aluguel, uma busca que só termina com a entrega das chaves. O aparente alívio observado de perto pela sombra de uma dívida inaudita.

Além dos obstáculos que o casal enfrenta, a trupe incorporou questões metafísicas e filosóficas inspiradas em Shakespeare e Joaquim Manual de Macedo, adicionando um tempero metalinguístico e clássico a comédia do cotidiano.

Data: Até 21 de Julho.
Hora: Sábados às 19h e 21h30 e Domingos às 20h30.
Local: Teatro Marista, Brasília, 615 sul.

Fonte:

Deixe um comentário