Metz – beleza e poesia

Place de la comedie e seu jardim avassalador

O que quero contar é tão delicado quanto a própria França.

Minha primeira visita ao país foi inspiradora e me encheu de luz. Fiquei radiante ao pisar em solo francês. Automaticamente floresceram em mim jardins tão bonitos quanto os de Metz, localizada no nordeste do país.

A cidade, revela por si so, uma sofisticação despretensiosa, natural e impactante. Não foi por mero acaso que Nietzsche escolheu Metz como um dos cenários preferidos de seu descanso e de suas reflexões. Tudo por lá parece alimentar silenciosamente nosso pensamento e espírito.

A descoberta daquela pequena fração da França me fez reverenciar a beleza, a amizade e o carinho estabelecido com os nativos – que por sinal se mostraram muito simpáticos.

Metz possui muitos encantos, catedrais góticas, museus, igrejas medievais, restaurantes simples e harmoniosos e o mais impressionante – jardins imponentes, que fazem eclodir em seus visitantes uma lenta primavera fora de estação, como um processo simples e muito verdadeiro.

Gastronomia

Tudo por lá aprimorou meu paladar provinciano.

Queijos de todos os tipos, vinhos encorpados e pães de infinita diversidade são algumas das características do bom gosto francês.

Se você incluir Metz em seus planos de viagem pode estar certo de que irá experienciar situações apaixonantes.

Na cidade, o turista vai encontrar excelentes opções gastronômicas, permeadas por produtos frescos e de alta qualidade. Pratos variados e ofertas atraentes.

Queijos e vinhos_

Visite os restaurantes:

– Le Jardin de Bellevue

Pratos que encantam o paladar por sua diversidade e requinte. Preço médio 60 euros por pessoa.

– Chez Mor

Atmosfera calorosa e amigável, pratos muito bem preparados. Neste restaurante há uma enorme variedade na carta de vinhos. Preço médio: 40 euros.

* Para os vegetarianos, o Le Moulins Bleus é uma boa opção! A cozinha mediterrânea do restaurante também oferece opções com carnes e peixes.

Pontos turísticos

Visitei a cidade durante o verão europeu, que por sorte, em Metz estava agradável!

A cada esquina, me senti atraída pela poesia dos artistas de rua, pelos pequenos concertos de piano ao ar livre e claro, pelos monumentos do local.

Cathedral Saint Etienne

Conheça:

– Catedral Saint-Étienne

Retrata umas das igrejas mais lindas da França. É também considerada uma das maiores do país, não só em extensão, mas em beleza . Por lá inúmeros vitrais decoram o interior da catedral gótica, entre eles, peças de Marc Chagall.

– Igrejas medievais Saint Martin, Saint- Maximinin

– Praça Saint Louis

Museus da Cour d’Or

Museu medieval, com mais de um século de história. Exige disponibilidade de tempo para que o visitante explore todo o universo artístico oferecido pelo acervo.

– Canal de La Moselle

Onde ficar:

Opções econômicas entre 75 e 90 euros

– Ibis Metz Centre Cathedrale – simpático, ace$$ível e aconchegante;

– Grand Hotel de Metz – Boa localização, pequeniníssimo, mas charmoso

Após a viagem à Metz percebi que a geografia pouco importa quando o coração está em paz. Entretanto, “qualquer descoberta revela o mistério… esse das coisas que flamejam indecisas antes mesmo de existirem”.

A viagem foi um sonho e a realidade experienciada por lá também!

Encantada e muito feliz, em Metz

Por Wanúbia Lima

 

Deixe um comentário