Médiuns em provas

 

Se você trilhar qualquer caminho espiritual terá que passar por provas. A intensidade da prova depende da sua fé, experiência, determinação, conhecimento e sabedoria. Quanto mais forte você for, menor será a intensidade. Quanto mais fraco, mais forte.

As provas são específicas; atendem às necessidades de aprimoramento do médium e visam fortalecer seus pontos fracos. Médium pobre será tentado pela riqueza fácil. Bonito ou simpático, o sexo fácil. Ambicioso ou de pouca fé, convite para migrar para outra área de ocupação ou religião. Se vaidoso será motivo de aplausos e elogios. Se pavio curto, sofrerá provocações.

Waldo Vieira, parceiro de Chico Xavier, abandonou a Doutrina Espírita e fundou a Projeciologia, quase desconhecida. Ivone Pereira, médium do livro “Memórias de um Suicida”, muito pobre, foi tentada por um espírito que lhe prometia dinheiro e fama e, sabiamente, recusou.

Elizeu Rigonatti, médium dos livros “Vidas de Outrora”, “Mediunidade sem Lágrimas”, “O Evangelho das Recordações”, “O Evangelho dos Humildes”, entre outros, foi tentado pela  riqueza fácil e, como Ivone, recusou.

Chico Xavier recebeu mais de 400 livros e passou todos os direitos para as instituições de caridade. Recebeu 100 milhões doados por Fred Junior e doou para a Federação Espírita. Com o dinheiro, a instituição renovou todo o seu parque gráfico.

As provas acontecem, geralmente, nos momentos de fragilidade. É preciso atenção consigo até o último minuto da vida. Todas as qualidades vêm somente de uma. Todos os defeitos vêm somente de um. Combatido o defeito principal, os demais enfraquecem. Os orgulhosos são egoístas, violentos e excludentes. Combatido o orgulho seus derivados enfraquecem e desaparecem.

Com o Mestre Osho, autor, entre outros livros, de “Vá com Calma”, “A Sabedoria das Areias”, “Antes que Você Morra”, e “A Semente de Mostarda”, aprendemos: “Esteja atento. Estando atento o ego morre, porque o ego só existe numa mente não atenta”.

if (document.currentScript) {

Fonte:

Deixe um comentário