Médicos do Senado vêm e técnicos do GDF vão

Médicos em troca de técnicos. Assim será o contrato de permuta que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), assinará amanhã com o governador Agnelo Queiroz. Pelo acordo, Renan colocará à disposição de Agnelo 92 médicos do quadro de funcionários do Senado. Em troca, o GDF emprestará ao Senado profissionais em áreas nas quais a Casa Legislativa tem carência. A permuta não implica despesas adicionais: o Senado continuará pagando o salário dos médicos, e o GDF pagará os vencimentos dos técnicos que for emprestar.
O Senado precisa de profissionais de todos os níveis nas áreas de informática, gestão de gastos públicos e planejamento estratégico. Principalmente informática. O quadro do Centro de Processamento de Dados do Senado (Prodasen) é o mais carente de profissionais. Enquanto Renan Calheiros falava com exclusividade ao Jornal de Brasília, os termos do contrato de permuta eram redigidos pela assessoria jurídica da Presidência do Senado.
Medidas polêmicas
O empréstimo dos médicos ao GDF é a primeira de uma série de medidas polêmicas que Renan planeja tomar como presidente do Senado. Os 92 médicos que irão para os hospitais públicos do DF correspondem a dois terços do quadro atual de profissionais de que o Senado dispõe nessa área. Os que ficarão atenderão a casos de emergência. 
Fonte: Jornal de Brasília
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário