Mali: rebeldes islâmicos contra-atacam e ameaçam França

Franceses realizaram bombardeios aéreos por três dias contra suas posições

Soldados franceses embarcam para o Mali em 11 de janeiro de 2013

Soldados franceses embarcam para o Mali em 11 de janeiro de 2013 (Nicolas-Nelson Richard/AFP)
Rebeldes islâmicos ligados à rede terrorista Al Qaeda lançaram nesta segunda-feira uma contraofensiva após três dias de bombardeios aéreos franceses contra suas posições no deserto, prometendo arrastar a França para uma guerra longa e brutal. A França intensificou seus bombardeios no domingo, usando modernos aviões Rafale e helicópteros Gazelle para atacar campos de treinamento no coração da vasta área dominada desde abril por rebeldes no norte do Mali. Ao mesmo tempo, Paris mobilizou centenas de soldados em Bamako, a capital.
O governo francês está determinado a acabar com o domínio islâmico no norte da sua ex-colônia, devido aos temores de que essa região se torne uma base de lançamento para ataques contra o Ocidente e para uma coordenação com a Al Qaeda no Iêmen, Somália e norte da África. Nesta segunda-feira os rebeldes travaram intensos confrontos contra forças governamentais em Diabaly, no centro do país, segundo moradores e fontes militares malinesas.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário