Luzia de Paula defende alternativos

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Legislativa aprovou na terça-feira (14) proposta de emenda à Lei Orgânica, da deputada Luzia de Paula (PEN), que destina 10% do orçamento da publicidade oficial do Executivo e do Legislativo locais para veículos de comunicação alternativos ou comunitários. “São esses veículos que realmente alcançam o trabalhador”, defendeu o deputado Aylton Gomes (PR), respaldado pelo colega Wellington Luiz (PPL).

Secretário culpa as agências

O secretário-adjunto de Publicidade Institucional do GDF, Levi Lourenço Narciso, atribui às agências de publicidade a culpa pela exclusão de vários veículos das campanhas do governo. Durante café da manhã com representantes da mídia comunitária e alternativa, terça-feira (14), no gabinete do senador Gim Argello (PTB), ele disse que, para as agências, “é mais fácil trabalhar com dez veículos do que atender a centenas, incluindo sites, blogs e rádios e jornais comunitários”.

 Mudanças começaram com Lula

Segundo Levi Narciso, essa lógica tem sido mudada no governo federal desde 2003, por determinação do ex-presidente Lula. E atender os pequenos é, também, a orientação do governador Agnelo Queiroz.

A conferir. Afinal, seu discurso foi presenciado pelo coordenador da Sepi, Rômulo Azevedo, e pelo prefeito de Águas Lindas (GO), Hildo do Candango (PTB).

Deixe um comentário