Limpeza em São Sebastião

Poda de grama faz parte do que será feito até 9 de fevereiro.  Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Um dos programas mais bem-sucedidos do governo de Brasília, o Cidades Limpas, está em sua 30ª edição. Nesta segunda-feira (29), foi lançada a segunda em São Sebastião, no estacionamento da feira permanente. A região recebe as ações até 9 de fevereiro. O objetivo é proporcionar melhoria imediata do ambiente por meio de ações de limpeza, conservação e urbanização. A força-tarefa vai contar com 263 trabalhadores de 21 órgãos do governo. A Secretaria das Cidades coordena os trabalhos.

“O Cidades Limpas contribui para o aumento da autoestima da população ao mesmo tempo em que ajuda a diminuir os casos de dengue, chikungunya e zika”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, na cerimônia de lançamento nesta manhã. “O programa aproxima governo e população ao deixar os órgãos em permanente atuação nas diversas regiões do DF. Ele melhora a limpeza e a urbanização locais”, destacou o secretário das Cidades, Marcos Dantas.

Vacinação

A novidade fica por conta da vacinação antirrábica gratuita de cães e gatos e o cadastramento de animais para posterior castração. Além das novas ações, serviços de poda de árvore, tapa buracos, manejo ambiental e vistoria para o combate à dengue continuam. “Sempre tentamos trazer novidades. No ano passado, fizemos uma parceria com a Polícia Civil do DF para emissão de carteiras de identidade no programa. Agora, são as vacinas antirrábicas para cães e gatos e o cadastramento para castração desses animais”, disse o subsecretário de Operação nas Cidades, Manoel Alexandre.

Está prevista ainda a revitalização da feira permanente, onde ocorrerá melhoria na iluminação, ajustes no alambrado, roçagem, pintura de meio-fio e das vagas no estacionamento. Outra novidade para este ano é a parceria com o Fábrica Social. Participantes do programa vão confeccionar os uniformes para a força-tarefa nas regiões administrativas. De acordo com a Secretaria das Cidades, os casos de dengue no DF diminuíram 77,4% com a ajuda do programa de limpeza e conservação: foram 3.945 casos prováveis de janeiro a outubro deste ano. No mesmo período de 2016, a Secretaria de Saúde fez 17.490 registros.

Em 29 edições, o Cidades Limpas envolveu 4.613 trabalhadores de 19 órgãos do governo de Brasília. Nos 12 meses de atividades, foram usados 1.293 máquinas e equipamentos. Até o fim de 2017, haviam sido removidas 86,3 toneladas de entulho, desobstruídas 2,9 mil bocas de lobo e recolhidas 250 carcaças. Nesse período houve emissão de 747 carteiras de identidade, a manutenção, a troca e o reparo de 2,4 mil unidades na rede elétrica e a poda de 15,7 mil árvores.

Lixo

Na cerimônia de hoje, o governador destacou a desativação definitiva do Lixão da Estrutural em janeiro. “Este ano já começou com algumas medidas de muito simbolismo para a população de Brasília”, disse. Ele anunciou ainda que São Sebastião terá coleta seletiva de lixo a partir de 20 de fevereiro. O serviço será prestado por uma cooperativa de catadores de materiais recicláveis da própria região administrativa. Aliado a isso, o governo combaterá o descarte irregular de resíduos. Todo veículo flagrado será apreendido, segundo o chefe do Executivo local.

Contratações

Rollemberg citou também nomeações para a administração direta: 380 bombeiros militares e 405 servidores da saúde (sendo 293 médicos). O governador lembrou ainda do lançamento do edital para concurso com 2 mil vagas para a Polícia Militar e a convocação, em fevereiro, de mais de mil profissionais da Educação, entre eles 648 professores.

Deixe um comentário