Líderes espirituais doentes

Há uma epidemia de líderes espirituais emocionalmente doentes e até casos de suicídio. Isso indica que há uma má preparação desses líderes, notadamente no meio evangélico, onde, só no início deste ano, tivemos 8 casos de suicídios de pastores no Distrito Federal.

Qualquer que seja a denominação, é preciso uma boa formação em psicologia e, especialmente, em aconselhamento psicológico. Pastores e padres precisam ser analisados antes de começarem suas atividades espirituais. Achar que só se deve estudar a Bíblia é um equívoco.

Vi Padre “F…” chorando na televisão, comportando-se como uma criança assustada. Pensei: Será que o Padre “F…” fez análise pra se conhecer?

A prática de ouvir e aconselhar os carentes precisa vir acompanhada de uma boa formação espiritual e psicológica. Sem o conhecimento das etapas do desenvolvimento espiritual é difícil entender e aconselhar sem se deprimir.

Apóstolo Paulo comentou sobre as dificuldades da caminhada: (“… Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço…” – Romanos 7: 14/25). Ele, no entanto, não detalhou os procedimentos de superação dos conflitos.

Os mestres Osho – nos excelentes livros “Antes que você morra”, “A semente de mostarda”, “A divina melodia” e “Raízes e asas” – e Huberto Hoden em “Assim dizia o mestre” e “Iniciados profanos” foram os que mais detalharam e enumeraram os procedimentos para conhecimento e superação das crises vividas pelos buscadores da verdade.

Quem cresce espiritualmente, atravessa crises, simbolicamente chamadas desertos. O Apóstolo Paulo denominou essa batalha contra si mesmo de “bom combate”. Mestre Buda dizia que “a vitória contra si mesmo é a maior de todas as vitórias”.

Entenda: Você não é mais a pessoa que foi e não é ainda a pessoa que deseja ser. Esta é a gênese do conflito. Não deixe que desânimo, desespero e revolta lhe dominem. Ao invés disso, muna-se de disposição, dedicação e superação, conhecendo as histórias dos vencedores.

“Não chore, meu filho. Não chore que a vida é uma luta, é árdua, mas é assim que você chega ao topo”.

Deixe um comentário