Justiça concede licença para mulher amamentar filho da companheira

Decisão da 3ª Vara de Fazenda do Distrito Federal concedeu medida cautelar que garante licença maternidade de 180 dias a uma médica do Hospital de Base para amamentação do filho gerado pela companheira dela. De acordo com a decisão, o benefício deve ser concedido de imediato, sem prejuízo da remuneração da servidora.
Embora não tenha engravidado, a mulher pleiteou o direito porque o bebê nasceu com baixo peso e dificuldade de sucção. Como a mãe biológica é autônoma, não pode amamentá-lo. Para conseguir alimentar o bebê, a médica fez tratamento hormonal para dar leite, mas teve o pedido de licença-maternidade inicialmente negado no trabalho. Ela entrou com mandado de segurança para ter acesso ao benefício.
Fonte: G1

Deixe um comentário