Justiça admite falha ao liberar acusado de matar grávida

Daniela Nogueira Oliveira

Daniela tinha 25 anos e estava grávida de nove meses quando foi baleada (Reprodução/Facebook)
O homem preso na última sexta-feira acusado de matar com um tiro na cabeça a assistente administrativa Daniela Nogueira de Oliveira, grávida de nove meses, cumpria pena por roubo em regime aberto, mesmo depois de fugir do Presídio José Parada Neto, em Guarulhos. Alex Alcântara de Arruda, de 22 anos, chegou a ser levado duas vezes pela polícia para a delegacia durante o período em que ficou na rua, mas foi colocado em liberdade porque não constava mandado de prisão em vigor. O crime aconteceu no dia 8 em uma tentativa de assalto quando Daniela, de 25 anos, chegava em casa no Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo. O bebê, uma menina, nasceu de cesariana e passa bem.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário