Julian Assange critica filme sobre o WikiLeaks

Segundo ele, longa é um ataque de propaganda e ‘acende as chamas de uma guerra contra o Irã’ ao insinuar que o país fabrica bombas nucleares

Assange esgotou todos os recursos possíveis para escapar do pedido de extradição à Suécia.

Assange esgotou todos os recursos possíveis para escapar do pedido de extradição à Suécia (Finbarr O’Reilly/Reuters)
Para o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, o filme The Fifth Estate, que começou a ser filmado nesta semana e tem roteiro baseado na história da organização, não passa de um “ataque de propaganda”. Durante um discurso por videoconferência no sindicato de estudantes da Universidade de Oxford, feito a partir da Embaixada do Equador em Londres, onde está refugiado, ele revelou que teve acesso ao roteiro do filme e leu alguns trechos ao público.
Assange afirmou que, além de ser um ataque contra o Wikileaks, a produção dirigida por Bill Condon, que deve estrear nos Estados Unidos em novembro, “acende as chamas de uma guerra contra o Irã”, ao dar a entender que o país fabrica uma bomba nuclear. “Trata-se de uma mentira após a outra. O filme é um gigantesco ataque de propaganda contra o WikiLeaks e meus empregados”, afirmou.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário