Jovens derrotados

É a primeira vez, em tempos de paz, que nota-se uma juventude tão sem espírito de luta quanto esta atual. A causa disso é a superproteção e a falta de incentivo dadas pelos pais, e a falta de religião prática, com sua visão transcendental de vida e de irmandade. O resultado disso são jovens áridos, materialistas, individualistas, com uma visão descartável nos relacionamentos e consigo mesmos. Com isso, o suicídio é a quarta causa de morte entre pessoas até 29 anos.

Pergunta-se: todas as vezes que as coisas não dão certo na sua vida, você pensa em suicídio? Alguma vez já parou pra pensar no sofrimento que se abaterá sobre a família, ou, inconscientemente, é isso que deseja? Você nunca parou para descobrir as razões dessa tentação? Nunca parou para pensar que focar nas soluções é que seria sensato?

Por que essa má-vontade de viver? Por que você é fraco e aflige-se porque não quer desenvolver o elemento primordial da vida, que é vontade de viver. Você quer desistir sem lutar. Vontade é virtude e é preciso aumentá-la durante toda a nossa vida. Com a vontade fraca qualquer problema é calamidade.

Não se compare com quem tem a vida mais fácil que a sua, com aquelas pessoas para quem, aparentemente, tudo é fácil. É por ser fraco que encontrará dificuldades para enfrentar, resolver, superar ou administrar problemas quando não for possível resolvê-los para tornar-se forte.

Há todo um processo de sabedoria envolvendo sua vida. O exemplo dos seus pais, dos seus familiares e amigos com quem convive ou conviveu. Talvez você esteja chateado devido à repetição de situações desagradáveis ou de objetivos não alcançados.

Mas confie que o que for programado, se você empenhar-se, conseguirá na hora certa. Então viva! Acredite que a vida continua, mesmo se você não acreditar e ela continuar, você arrumou uma encrenca dos diabos, e no além, não há para onde fugir. Do lado de lá, “a cada um segundo as suas obras”, ensinou Jesus.

O escritor Gonçalves Dias, com sua Canção do Tamoio, exaltou a luta que se deve ter externa e internamente. “Não chores, meu filho; Não chores, que a vida é luta renhida: Viver é lutar. A vida é combate, Que os fracos abate, Que os fortes, os bravos Só pode exaltar”.

Deixe um comentário