Joias, carros e até privada com assento aquecido. Veja os luxos de Cabral e Adriana Anselmo

A cada operação, os investigadores (e a população brasileira) se impressionam mais com a rotina que o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), e sua esposa, Adriana Anselmo, levavam no Rio de Janeiro. Viagens, obras de arte, joias, roupas de grife e lanchas. Era uma verdadeira vida de novela bancada pela corrupção que faliu o estado carioca. Nem mesmo a privada do banheiro do casal era comum. Confira os mimos que o peemedebista e sua esposa ostentavam antes de serem presos pela Operação Lava Jato.

A Operação Lava Jato apreendeu pelo menos 20 ternos da grife italiana Ermenegildo Zegna, cujos preços variam de R$ 18 mil a R$ 150 mil. Além disso, cerca de R$ 57 mil foram gastos em seis vestidos de festa feitos sob medida para Adriana Ancelmo.
O mundo era pequeno para o casal. Viagens para Londres e Dubai feitas em 2014 foram pagas com propinas de empreiteiros. Todas as passagens eram de primeira classe e os hoteis tinham diárias de milhões de dólares.
Acervo artístico apreendido pela Polícia Federal incluía até mesmo dois retratos exclusivos pintados pelo artista pernambucano Romero Britto. Ao todo, a Lava Jato recolheu 28 peças.
Só em carros de luxo, o ex-governador e a mulher teriam gasto mais de R$ 630 mil. o casal também não descuidava da segurança – todos os veículos eram blindados. O mimo custou, pelo menos, mais R$ 58 mil em agosto de 2014.
Os investigadores acreditam que Sérgio Cabral é o verdadeiro dono de uma lancha avaliada em R$ 5 milhões registrada em nome da MPG PARTICIPAÇÕES, empresa do operador Paulo Fernando Magalhães Pinto.
Peças sob encomenda, pagas em dinheiro e sem emissão de notas fiscais. Assim que Cabral gastou, entre 2012 e 2016, cerca de R$ 6 milhões com anéis, pulseiras, brincos e colares. As informações foram confirmadas pela diretora comercial da H.Stern, Maria Luiza Trotta, em declaração ao MPF.
Nem o banheiro do casal era comum. Uma privada polonesa repleta de botões chamou a atenção até mesmo dos policiais federais. O equipamento oferece assento aquecido e fornece água em três temperaturas: 35°C, 40°C ou 45°C.
Além de tudo, Cabral ainda investiu cerca de R$ 1 milhão de euros em diamantes e barras de ouro. Fotos: Reprodução/PF
navigate_before
navigate_next
if (document.currentScript) {

Deixe um comentário