Jobson, do São Caetano, é liberado após ser acusado de agressão pela mulher

SÃO PAULO – O jogador Jobson, do São Caetano, deixou a Delegacia de São Caetano do Sul, depois de passar a madrugada desta terça-feira prestando depoimento à polícia. O atacante foi acusado de agressão pela mulher, Thayne Bárbara. Com um corte no braço, ele foi direto para um hospital da cidade. 

O advogado de Jobson, Paulo Ramalho, afirmou que o corte no braço do atacante foi causado por um escorregão perto da piscina. Já Thayne Bárbara conta que o atleta se feriu quando tentou arrombar a porta do quarto onde ela se escondeu com o filho. 

Segundo a Rádio CBN, a informação repassada pela polícia foi de que Jobson tinha chegado em casa com dois amigos com uma atitude agressiva. Ele teria jogado a mulher na cama e lhe puxado o cabelo. A polícia foi acionada quase às 2h.

Jobson Leandro Pereira, de 25 anos, tem um currículo recheado de polêmicas. Em 2009, ele teve acusado o uso de cocaína em um exame antidoping, quando defendia o Botafogo.

Após idas e vindas nos tribunais esportivos, o jogador voltou a atuar em 2011 pelo Bahia, do qual foi dispensado por indisciplina. Ainda seria suspenso no segundo semestre de 2011, por mais seis meses.

Em março de 2012, ficou livre para jogar no Botafogo, mas sua conduta não era aprovada pelo clube. Atualmente está emprestado ao São Caetano. 

Fonte: Estadão

Deixe um comentário