Inter empaca na zona de rebaixamento e presidente critica arbitragem

Vitorio Piffero: “Mais uma vez, o Inter vem a São Paulo e é garfado pela arbitragem”. Foto: SC Internacional/divulgação

O Internacional está revoltado com a arbitragem do paranaense Rodolpho Toski Marques. Após a derrota para o Corinthians, em Itaquera, o presidente Colorado, Vitorio Piffero, afirmou que os gaúchos foram “garfados”. Com o resultado, o Colorado permaneceu com 39 pontos, três a menos que o Vitória, primeiro clube fora da zona de rebaixamento. Para piorar, os baianos têm uma vitória a mais e saldo de gols de -2, contra -7 dos gaúchos. Na próxima rodada, o Inter recebe o Cruzeiro, no Beira-Rio e, no último confronto, visita o Fluminense. Já o Vitória encara o Coritiba no Couto Pereira e depois recebe o Palmeiras no Barradão.

“Mais uma vez, o Inter vem a São Paulo e é garfado pela arbitragem. Em 2005 foi assim, 2009 foi e hoje de novo. Três jogos decisivos e nós violentamente garfados. Pênalti totalmente inexistente, inventado pela arbitragem”, afirmou Piffero.

O lance que mais causou revolta nos colorados foi o pênalti polêmico marcado em cima do atacante paraguaio Romero, em lance disputado com o zagueiro Ernando, aos dez minutos do segundo tempo e que resultou no único tento da partida, anotado por Marlone. 

“Até o pênalti, o jogo era parelho. O Inter estava bem postado. Jogou pela cartilha. Fez o que foi combinado. Aí, com o pênalti, virou outro jogo. Tentamos, mas não conseguimos. É revoltante. Nos roubaram um ponto hoje. É isso”, completou.

 

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário