Inframerica responde Delmasso

Segue a nota:

“A Inframerica entende que todas as decisões e solicitações, especialmente neste momento, devem ser tomadas com muita cautela. Deve ser levado em conta que os produtos farmacêuticos importados e equipamentos hospitalares, por exemplo, chegam ao país nos porões dos voos internacionais, e são distribuídos pelo país em voos domésticos.

“Importante ressaltar que a competência para legislar sobre a infraestrutura aeroportuária é da União, com quem temos um contrato de concessão. E não há nenhuma decisão dos órgãos federais neste sentido.

“A prestação do serviço aeroportuário e as operações aéreas continuam ocorrendo normalmente. “A concessionária do Aeroporto de Brasília ressalta que já vem tomando medidas de prevenção no Terminal aéreo e esta semana recebe a parceria do Governo do Distrito Federal para novas medidas de prevenção da disseminação do COVID-19 na Capital, e, ao mesmo tempo, garantir conforto e segurança para aqueles que
passam pelo terminal.”

Deixe um comentário