Inflação acumulada medida pelo IPC-S fica abaixo de 2012

O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) subiu 0,69% na quarta e última quadrissemana de dezembro, informa a Fundação Getúlio Vargas (FGV) ). Com esse resultado, o indicador acumulou avanço de 5,63% em 2013, abaixo da taxa acumulada em 2012, quando o IPC-S subiu 5,74%.

Nesta apuração, apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Habitação (0,54% para 0,51%); Comunicação (0,09% para -0,07%); Vestuário (0,64% para 0,50%); Educação, Leitura e Recreação (0,64% para 0,47%); e Despesas Diversas (0,61% para 0,38%).

Nestas classes de despesa, os destaques partiram dos itens: tarifa de eletricidade residencial (1,01% para 0,54%), tarifa de telefone móvel (0,57% para 0,29%), roupas (0,80% para 0,52%), passagem aérea (6,99% para -4,45%) e cigarros (0,99% para 0,55%), nesta ordem.

Maiores altas

Na última apuração do ano, três das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Transportes (0,82% para 1,20%). Nesta classe de despesa, vale destacar o comportamento do item gasolina, cuja taxa passou de 2,58% para 3,93%.

Também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos:Alimentação (0,90% para 0,93%); e Saúde e Cuidados Pessoais (0,50% para 0,53%).

Para cada uma destas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: carnes bovinas (1,87% para 2,82%) e medicamentos em geral (0,03% para 0,17%), respectivamente.

De acordo com a FGV, a próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 07.01.2014, será divulgada no dia 08.01.2014.

 

Fonte:

Deixe um comentário