Inaugurada primeira unidade de internação

Mais um passo para a desativação total do antigo Caje foi dado com a inauguração da Unidade de Internação de São Sebastião (UISS). Essa é a primeira entre as sete que serão construídas até dezembro de 2015 no DF. A obra, iniciada em dezembro de 2012, teve investimento de R$ 16 milhões.

 

“Estou muito emocionado porque quando se fala em mudança estrutural, para o gestor público, não há nada mais gratificante, pois muda a vida das pessoas. Inaugurar essa unidade significa dar mais um passo rumo à mudança da política pública relacionada às medidas socioeducativas”, afirmou o governador Agnelo Queiroz.

 

De acordo com o governador, a expectativa é conseguir desativar o Caje em abril, com a entrega da terceira unidade de internação. “O Caje é um exemplo de tragédia humana, de como não se deve tratar uma pessoa. Muitos saem de lá ainda piores. Mas, a partir de agora, todos serão adequadamente ressocializados nesses novos espaços.”

 

A mesma emoção do governador foi compartilhada com a secretária da Criança, Rejane Pitanga, que ressaltou a importância do ato. “Inaugurar essa unidade significa a construção de um novo tempo no DF. Significa tornar real um compromisso que a sociedade espera há 40 anos. Significa inaugurar uma política de construção de cidadania no DF.”

 

Esse novo modelo não muda somente a estrutura física. Segundo Pitanga, ele traz uma nova proposta de ressocialização. “Todos os adolescentes terão atividades em período integral, como esportes, oficinas de capacitação e muitas outras ações para que eles possam resgatar a cidadania e dignidade”, destacou.

 

A unidade, com capacidade para atender 90 menores infratores, começa a funcionar na próxima semana com a chegada dos adolescentes. No total serão transferidos 44 na primeira etapa e 43 dois dias depois, totalizando 87.

 

A próxima unidade será entregue em março deste ano em Santa Maria e, no mês seguinte, em Brazlândia. As outras quatro serão construídas em Sobradinho, Samambaia, Ceilândia e no Gama, onde será inaugurada a Unidade de Internação Feminina. Essas ficarão prontas até dezembro de 2015.

 

Todas seguirão o mesmo padrão arquitetônico, cada uma com 6,4 mil metros quadrados de área construída, 10 módulos, ginásio aberto, quadra de esportes, espaço ecumênico, refeitório, horta, lavanderia e quatro guaritas.

 

Com a conclusão das obras, o DF será a primeira unidade da Federação a ter sistema socioeducativo no padrão exigido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. As novas unidades atendem o Termo de Compromisso firmado entre o GDF e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Fonte:

Deixe um comentário