Imprensa terá treinamento para cobrir protestos

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal promoverá em agosto a Oficina de Segurança para Profissionais da Imprensa em Áreas de Manifestações Públicas, curso pioneiro no país, para capacitar jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas na cobertura desses eventos.

O curso será realizado nos dias 15 e 16 de agosto, oito horas por dia, e terá o comando de oficias da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros para, inicialmente, 20 profissionais da imprensa.

Durante as manifestações realizadas por todo o país desde junho, jornalistas de vários meios de comunicação se feriram na cobertura dos protestos – um dos casos mais recentes foi do repórter atingido por um coquetel molotov no Rio de Janeiro esta semana.

PROTEÇÃO – Para um dos responsáveis pela capacitação, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Wilton de Melo, um dos principais procedimentos de segurança abordados no curso será a proteção que deve ser utilizada pela imprensa na coberta desses protestos.

“Nas incursões, o policial utiliza colete, óculos, escudo, joelheira e capacete. Há toda uma preocupação com a segurança pessoal. O profissional da imprensa se preocupa com a câmera ou seu instrumento de trabalho e nada mais”, detalhou Melo, ao lembrar que alguns profissionais morreram em operações.

Na segunda-feira (29), a Secretaria de Comunicação enviará à imprensa os convites do curso por e-mail – caso a demanda de profissionais seja maior que o previsto, a pasta não descarta a possibilidade de realizar mais dias de capacitação.

Conteúdo proposto:

– Conceituação de distúrbios e manifestações: 2 horas de capacitação

– Controle de Distúrbios Civis (CDC): 2 horas de capacitação

– Direitos humanos e uso diferenciado da força: 2 horas de capacitação

– Equipamento de proteção individual (EPI), equipamento de proteção coletiva (EPC): 2 horas de capacitação

– Instrução tática individual: 1 hora de capacitação

– Demonstração de equipamentos (letais e menor potencial ofensivo): 2 horas de capacitação

– Mediação e negociação: 1 hora de capacitação

– Socorros de urgência (teoria e prática): 4 horas de capacitação

Fonte:

Deixe um comentário