Imóveis da SAB serão leiloados este ano

O Governo do Distrito Federal colocará à venda, ainda este ano, onze imóveis da Sociedade de Abastecimento de Brasília (SAB) -três supermercados localizados em áreas nobres do Distrito Federal e oito terrenos vazios-, como parte do processo de liquidação da empresa estatal.

“O processo de liquidação da SAB ficou paralisado por mais de 10 anos. Desde 2012 estamos trabalhando com afinco nesse processo e a venda dos imóveis representa mais uma etapa na conclusão do processo de liquidação”, destacou hoje o secretário de Planejamento e Orçamento, Luiz Paulo Barreto.

Os três supermercados estão localizados na QI 05 do Lago Sul, na QE 17 do Guará II e na Praça Central do Núcleo Bandeirante. Os oito terrenos ficam no Gama (5), Sobradinho (1), Taguatinga (1) e Águas Claras (1).

Segundo estimativas baseadas nos índices do Sindicato da Construção Civil do DF, as áreas podem render até R$130 milhões aos cofres públicos, mas a avaliação final será feita pela Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), responsável pela venda.

Os recursos obtidos com a alienação dos lotes serão depositados no Banco de Brasília (BRB), de titularidade da SAB, que tem dívidas de R$2 milhões com a Receita do DF, e de R$18 milhões com a Receita Federal e com a Fazenda.

Após a liquidação das dívidas e obrigações, o saldo remanescente deverá ser revertido ao Tesouro do Distrito Federal.

Criada em 1962 para abastecer o mercado varejista e fomentar a produção do DF com hortifrutigranjeiros, a SAB perdeu competitividade ao longo dos anos com a chegada de novos supermercados e hipermercados à cidade.

 

PLANO– Para possibilitar a efetiva liquidação da estatal, a Seplan reformulou, no ano passado, o quadro de direção da empresa.

Nomeou um novo liquidante, Paulo Francisco Britto Garcia, e substituiu os integrantes do Conselho Fiscal e do Conselho de Administração.

Após analisar a situação da empresa, a nova equipe formulou um Plano de Ação para o biênio 2012/2014, que está centrado em três áreas temáticas: patrimônio, finanças e pessoal.

Fonte:

Deixe um comentário