Ibaneis visita Taguatinga

Pela segunda semana consecutiva, Ibaneis dedicou a sexta-feira a visitar uma cidade do Distrito Federal. Nesta sexta (24), a escolhida foi Taguatinga. Após saborear uma buchada de carneiro no restaurante Santana, na Praça do DI, com uma equipe de assessores e as deputadas Celina Leão (PP) e Flávia Arruda (PR), o governador falou ao Brasília Capital

Brasília Capital: Governador, qual o motivo da sua vinda a Taguatinga nesta sexta-feira?

Ibaneis Rocha: Tenho adotado uma política de estar junto das pessoas. É a oportunidade que se tem de ouvir, diretamente, da população e os problemas que a afligem. Poder almoçar em um restaurante tradicional, uma semana em uma cidade, outra semana em outra cidade, é a oportunidade que temos de ouvir críticas e até elogios, mas, principalmente, de perceber e medir o sentimento do povo em relação ao governo que estamos tentando fazer. Hoje, no restaurante do Santana, em uma cidade tão importante como Taguatinga, que vai se tornar, a partir do túnel, da reconstrução da Hélio Prates, do centro administrativo que estamos trabalhando, muito mais importante para todos. É um projeto meu para estar mais próximo das pessoas.

BSB Capital: O senhor falou anteontem sobre o transporte público de Brasília como um todo. Está pretendendo fazer uma nova licitação para trocar as empresas de ônibus?

Ibaneis: Temos uma deliberação judicial, uma decisão ainda não transitada em julgado, mas que aponta no sentido do cancelamento da licitação realizada. Ocorre que temos de trabalhar preventivamente. Existem muitas críticas ao sistema, temos de entender, mas temos de explicar para a população também. O sistema de transporte do Distrito Federal é diferenciado, é o que chamamos de sistema ponta a ponta: as pessoas embarcam em um ônibus na Ceilândia e descem no Plano Piloto sem que haja um abastecimento. Com isso, o veículo correto aqui seria o Metrô ou o VLT para que transportasse grande massa, mas tudo isso precisa ser enfrentado. Quero enfrentar com a maior antecedência possível.

O secretário Valter Casimiro, que tem uma competência reconhecida internacionalmente, já foi superintendente do DNIT e hoje está na nossa Secretária de Mobilidade, está encarregado de fazer todos os estudos dessa licitação, com toda a transparência, com a participação da sociedade organizada, da Câmara Legislativa, de toda a população para que a gente possa ter o melhor no transporte do Distrito Federal. É necessário e temos de antecipar os prazos, não podemos chegar em 2024, que é o prazo de vencimento dessa licitação, sem que tenhamos um novo futuro para o transporte público do DF.

BSB Capital: O senhor fez uma série de mudanças na sua equipe nesses últimos dias. Primeiro e segundo escalões. Isso é uma reforma administrativa?

Ibaneis: Não se trata de reforma administrativa. Trato essa questão da política administrativa do governo como ajustes necessários visando sempre a fazer mais entregas para a população. Toda vez que a gente vê algum tipo de deficiência, ou mesmo que não haja deficiência, mas uma forma de melhorar, eu vou promover essas espécies de ajustes.

Deixe um comentário